10 Dicas de Iluminação X Fotografia no casamento

dicas de iluminação para casamento em maringa
Como sabemos, a iluminação e a fotografia andam juntas, tanto é que a origem da palavra é a seguinte:

Fotografia: Foto (luz) + grafia (escrita) = escrita com a luz

Por isso, separamos 10 excelentes dicas de iluminação que vão ajudar para que não saia nada errado em seu casamento e que tenha fotos incríveis para relembrar momentos únicos.



1 - Iluminação dos noivos na cerimônia: Se o casamento está sendo realizado num ambiente com pouca luz e somente os noivos estarão iluminados com um feixe de luz especial sobre eles, na fotografia isso quer dizer que os noivos estarão bem na foto, porém, os convidados, até mesmo os padrinhos, não aparecerão. Isso porque a máquina fotográfica não consegue enxergar o claro e o escuro ao mesmo tempo. Tudo tem que estar com a mesma intensidade de luz. Portanto, se a mãe da noiva estiver emocionada no momento da foto das alianças, por exemplo, ela não sairá na foto. Preocupe-se com a iluminação correta na cerimônia, onde as pessoas estejam igualmente iluminadas.

Clique aqui para ver as outras 9 dicas de iluminação e fotografia.

2 - Casamento à luz de velas: Uso de velas é algo muito romântico e que deixa o ambiente encantador. Mas cuidado para que o ambiente não fique extremamente escuro. Considere ver o trabalho do seu fotógrafo em ambientes mais escuros para ter certeza de que ele saiba capturar a beleza do charme das luzes que você, juntamente com o decorador, construíram.
É importante certificar que no local onde será realizada a cerimônia, tanto os noivos quanto os convidados estejam bem iluminados. Luzes de decoração jogadas indiretamente, na parede por exemplo, não são suficientes para iluminar os noivos e convidados. Elas servem somente como decoração. Portanto o fotógrafo ou cinegrafista precisará de uma luz adicional. Estude isso com seu decorador, iluminador e fotógrafo para um melhor resultado.
3 - Luz colorida na cerimônia: Cuidado com o uso de luzes coloridas na cerimônia. As luzes de cor azul, vermelho e verde geralmente aparecem em cerimônias que acontecem no mesmo espaço da recepção. Essas luzes na recepção podem combinar ao deixar o espaço com cores vibrantes, mas na cerimônia não é o lugar e nem o clima para se parecer com tons de pele em azul ou vermelho. E não há photoshop que resolva! Luzes refletem, mesmo que não estejam direcionadas para os noivos e convidados. Ninguém quer parecer um alien!
4 - Luz Verde: O convidado fica parecendo o Hulk e a decoração bem diferente daquela que você sonhou! Não é uma regra, mas é bom evitar, principalmente em decorações e luzes indiretas caso essas cores de luz sejma usada em algum local onde você queira fazer as fotos de família. Nas recepções em que a luz verde ilumina espaços com árvores, procuro me afastar dessas luzes, já que ela chega até a pele e também mancha.
5 - Luz Âmbar: A cor laranja é quente e aconchegante, mas se colocada próximo aos noivos, mesmo que apontado para a parede, pode manchar a pele. Planeje bem onde esse tipo de luz, muito bonita e usada, vai ficar.
6 - Iluminação do bolo de casamento: É comum colocarem uma luz forte apontada para o bolo na hora do corte e brinde. Quando existe uma diferença muito grande de luz entre um objeto e outro (noivos, convidados e o bolo) um ficará muito claro e o outro muito escuro, e em alguns casos podem não aparecer ou aparecerão na foto com a pele toda branca. Se houver uma luz muito forte no bolo e, no casal que está logo atrás não houver a mesma intensidade de luz, a foto não ficará boa. Nesse caso ou o casal sai escuro ou o bolo sai todo branco, sem detalhes. Um ou o outro sairá prejudicado. É importante que todos estejam bem iluminados e com a mesma intensidade de luz sempre.
7 - Pista de dança: O que na minha opinião não pode faltar é luz na pista de dança. Muitas vezes a banda está muito bem iluminada e a pista carece de luz. A luz que eu considero ideal para a pista de dança são quatro pontos de luz, dois na frente e dois atrás, fazendo com que essa luz se cruze e não importa de onde eu fotografe, eu consiga registrar os efeitos dela. A luz iluminando nas diagonais de quem está ao centro é o que proporciona um ambiente agradável na foto e filmagem. Luz de teto é bem-vinda, já que não ocupa espaço na pista, mas é preciso que essas luzes estejam distantes uma das outras. Um amontoado de luz num único ponto não resolve.
8 - Fumaça na pista: Apesar de muitos não gostarem, eu acho essencial, porque a fumaça desenha a luz e cria efeitos incríveis. Como eu não uso luz direta na minha fotografia – sempre tenho um assistente, eu consigo aproveitar e usar a fumaça a meu favor. Claro que se a fumaça for em excesso, não há como ver e muito menos fotografar. Bom senso sempre. Converse com o DJ para que isso não aconteça.
9 - Strobo: Impossível fotografar enquanto ele estiver ligado. Pode ser um efeito bacana para alguns no momento da dança, mas para a fotografia representa que de cada cem fotos, uma, com sorte, sobreviverá.
10 - Laser: Alguns DJs e iluminadores utilizam o laser como efeito na pista de dança. Na fotografia, na maioria dos casos, o laser estraga a foto. Nada pior do que uma mancha na pele no momento em que você estava dançando a primeira dança. Se o clique sair no momento em que o laser estiver sobre o convidado, estragou a foto. É um raio muito forte de luz que vai manchar a pele. Há casos ainda em que o laser pode danificar o sensor da camera quando o feixe de luz entra direto na hora do clique. Para que o equipamento não seja danificado, nesse momento eu não fotografo caso exista essa luz.
Espero que aproveitem essas dicas!
Extraído do blog Renato DPaula.

Pin It button on image hover